Desabafo

Não sei se vocês perceberam, mas ando meio sumida. Tem um tempo que eu não posto direito por aqui e resolvi desabafar com vocês. Não tenho tido tanta vontade, estou com a maior preguiça do mundo das publicidades em massa nos blogs, das fotos repetidas nos Instagrams das pop blogueiras, da informação repetida ao extremo e de todos os blogs falando a mesma coisa ao mesmo tempo. Será que ninguém percebe que existe vida inteligente na internet?

Até quando vamos nos deixar ser super influenciadas pelas coisas baphos, pelos PatBos, pelas super dicas de amigas camufladas por um “faça-me rir”, se é que vocês me entendem. Sério que eu cansei, cansei desse “emburrecimento” dos blogs, não que eu ache meu blog super inteligente, mas eu posto o que eu quero, quando eu quero, as minhas opiniões, o que eu gosto. É um blog light, sem pressão de postar aquela dica de amiga imperdível ou aquela peça bapho que você não pode deixar de ter no seu armário.

A moda é democrática, não precisamos ser todos iguais, vestindo e pensando as mesmas coisas. O divertido da moda é a diversidade, são as roupas mescladas as características individuais das pessoas. Se moda é arte e arte é o contrário de reprodução em massa, claramente não temos nada a ver com moda ou arte!

Queria deixar uma reflexão, não vou parar de postar nesse espaço que é meu, cheio das minhas idéias, do Jazz que eu tanto amo, das amizades que tenho cultivado ao longo da vida, dos meus looks que eu sempre gostei de montar…

É meu, meu, meu!

16 pensamentos sobre “Desabafo

  1. Amei o desabafo cheio de razão e conteúdo inteligente.
    Amei a iniciativa e a decisão de continuar sendo um blog seu e com sua cara, independente do que a massa está impondo por aí.
    Ainda acredito que moda é arte e o que faz ela continuar desenvolvendo é a forma individual de cada um expressar o que veste. E tenho pena de pessoas que deixam suas personalidades vulneráveis a posts que mudam com um “clic”.
    Parabéns!
    God Bless!
    <3

  2. Deb,

    é verdade! Concordo com tudo… mas se anima, pois “to” sentindo falta dos teus posts e, quem entra no teu blog é pq gosta do teu jeito de blogar, portanto vc não precisa ir na onda e fazer o que todas fazem, mas continuar do jeito que é.. pq é bom e é assim que a gente gosta e, quem gosta tá sentindo falta! Rs! Melhoras… e existe vida inteligente na internet, assim como existe a vida fútil, inútil, agradável, útil, legal, etc! A gente é quem seleciona aquilo que nos agrada ler, saber e, para aqueles que não gostam é só não olhar e pronto!

    Beijo linda,

  3. Boa noite Débora.

    Acho que você foi sincera e realista no comentário. A moda faz parte da cultura, da individualidade, do momento histórico, como qualquer manifestação política e cultural. Ela atribui significado à imagem. Neste ponto, trabalha na mesma linha que a pintura, a escultura, a fotografia e o cinema, tanto que o figurino é uma parte extremamente importante quanto estas artes fazem a representação de pessoas.

    A internet deve ser um lugar para se divulgar informação e diversidade, mas não funciona assim, pois a sociedade tem suas contradições. Passam a imagem de um mundo diversificado, com fácil acesso à informação, onde as pessoas são respeitadas em sua individualidade e a tecnologia evolui sem parar.

    As pessoas ainda continuam muito apegadas a padrões, tem muita informação sobre futilidades, pouca perspectiva da realidade, não respeitam devidamente as diferenças, rotulam com clichês quem pensa diferente e nem sabem usar direito seus brinquedos tecnológicos, que elas compram sem saber se realmente necessitam. Quando fui comprar meu monitor, descobri que a maioria dos vendedores nem compreendia as especificações para me ajudar.

    Sempre procuro fontes diversas em meus estudos de fotografia. Tenho poucos livros, até pela minha atual falta de tempo para ler. Costumo visitar sites que trabalham com imagens, seja um Studio, o flickr, e os blogs de fotografia e moda. Descobri este blog quando conheci seu marido. Achei interessante, pois trabalha com originalidade, uma coisa bem rara hoje, apesar de a sociedade tanto dizer que tem a mente aberta por ser contrária a muitos preconceitos antigos.

    Acho mesmo muito bom que você continue escrevendo. Afinal, o objetivo ideal de um blog é divulgar pontos de vista. A individualidade é uma coisa que cada um deve trabalhar, mas isto é feito de forma melhor quando se ouve e respeita a individualidade de cada um. A internet ainda preserva esta possibilidade, sendo este o ponto mais forte do seu trabalho no blog. Você divulga a sua perspectiva, seus pensamentos. A maioria apenas mostra o quanto de adaptou aos clichês.

    Atenciosamente,
    Jean Cherem

  4. É verdade… também cansei desses blogs clichês!!!
    E, por favor, não acabe com o seu! Te sigo desde o início e adoro seus posts!

    Beijos, Paulinha (amiga da Paty de Jesus).

  5. Debora, voce esta amadurecendo e com certeza vamos aprender muitas coisas atraves de suas informacoes. Voce pode vir a ser uma jornalista da moda, sempre admirei seus textos. Continue firme e que as bencaos de Deus sejam, cada dia mais, derramadas em sua vida. Te amo muito.
    Manga

  6. Disse t-u-d-o!!!
    Falta mais originalidade na blogosfera!O seu blog eh um aro sobrevivente a essa epidemia de “blogs-amygue”…se eh q vc me entende….rs.

    Um beijo grande daqui do Japan.

  7. Concordo muito com você, tudo anda tão igual.. mas acho que não deve ser motivo pra desanimar e sim fazer algo diferente. Caí de paraquedas aqui mas gostei muito das suas postagens.
    continue assim :)

  8. Deee!!! curto muito seu blog, e queria te falar que ha algum tempo eu simplesmente parei de seguir alguns blogs or terem perdido a personalidade…todas postam a msm coisa.. por isso sigo alguns blogs beem seletos de gringas que sao mais e boa…
    mas sinceramente, tenho perdido a vontade de ler blogs de moda justamente por causa disso que vc falou…

    elas simplesmente acham que vestir uma roupa de marca e’ ter estilo…

    triste!

  9. OI De
    Há um tempinho que não passava pelo seu blog, mas não foi só o seu, vários outros que eu era “cativa” tbm. Mas isso que vc falou faz MUUUITO sentindo! Muitos dos blogs que eu frequentava eu me identificava, me encontrava… agora não, não passo de uma mera leitora com potencial consumidora de “publieditoriais”! Afff… cansei disso.
    Continue sendo você, sendo autêntica aos seus princípios e valores e não se vendendo por algumas etiquetas a mais no guarda-roupa em nome de uma democracia (ou seria ditadura) da moda.
    Curto seu blog!
    Abraços
    Gabi

    P.S: Um dia fui a IBC e te reconheci! Achei bacana! E que Jesus abençõe cada dia mais!

  10. Pingback: Casadinhas! | IM GOLDEN

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s